Busque aqui

31 dezembro, 2012

14 dezembro, 2012

Amor de Internet

Há alguns anos o acesso à Internet se tornou popular e com isso nasceram os primeiros sites de relacionamento. Me lembro das famosas “salas de bate papo”... Quem nunca?



Só que tinha muito aquele medo de entrar neste tipo de site e conhecer gente nova, porque as pessoas contavam mentiras sobre seu tipo físico, se passavam por pessoas que não eram elas mesmas e se chegasse a ter um encontro, vinha a danada da decepção. NÃO ERA NADA DAQUILO!


É claro que nem em todos os casos eram assim. Muita gente era sincera, acabava criando uma afinidade virtual, uma amizade e até algo mais. Sabe o que dizem... 'OS TEMPOS SÃO OUTROS'...

05 dezembro, 2012

Solidão a dois

Sabe aquela sensação de cansaço?
Vejam que não estou falando daquele cansaço físico ou mental e sim daquele que vem do coração, que se mistura com a incerteza e com um sentimento que você não sabe mais distinguir...
Tenho pra mim que o cansaço que parte do coração é o mais desgastante de todos; chegamos a famosa solidão a dois.


casal triste


Solidão a dois acontece quando você está com uma pessoa e passa a ver que tudo o que um dia você sonhou em viver com ela se tornar pequeno e insignificante e, ao mesmo tempo, reconhece que ainda existe sentimento; aí o sujeito fica sem saber o que fazer.

22 novembro, 2012

Perguntaram: É possível uma amizade virar paixão (e dar certo)?



Se fosse responder a essa questão em uma única palavra, diria duas:
não sei.
Você pode ler mais sobre minhas opiniões sobre amigos que se apaixonam clicando aqui .

09 novembro, 2012

O sonho

Eu avisei ontem.

Foi assim:
Do nada, estávamos entrando numa casa juntos. Sentamos na cozinha sem falar muito. Ele me ofereceu coca, mas eu não quis (e aí eu me convenci de que estava sonhando), então ele se serviu.
"Posso perguntar uma coisa, 'V'?"
"Claro."
"Você é gay?"
"Não, Polly, não sou gay. E você?"
"Não."
Fiquei encarando o copo vazio.
"O que aconteceu com a sortuda que não sei o nome?"
"Lari. Ela está dormindo. Ou saiu para algum lugar. Na verdade, não sei. E também não ligo, para ser sincero."
"Ah, 'V', você está falando isso por falar."
"Não, de verdade, Tô pouco me lixando pra Lari."
"Vocês brigaram"
"Nós terminamos."
"Vocês só brigaram, 'V'."
Teve algo emocionante-chato nessa parte de tentar convencê-lo de que estava tudo bem no relacionamento dele.
"Posso dormir com você essa noite?", perguntei.

03 novembro, 2012

Parar de procurar...


             Um dia eu vou encontrar alguém que me lembre todos os dias que a vida é feita para ser vivida. 
            Alguém que é perfeito de tão imperfeito.
           Alguém que não desista de mim por mais que eu tente afastá-lo ou me afastar.
          Num dia em que eu não estiver procurando por ninguém, naquele dia em que eu nem ia sair de casa e acabar colocando a primeira roupa que ver pela frente; quando eu não estiver procurando... Vou achar uma pessoa que vai me fazer sentir que posso mesmo parar de procurar.

 E relaxe, vai ser assim com você também. 

Tumblr_le9vhnthj41qc70rto1_1280_large

30 outubro, 2012

Sobre sorrir

Quando seus sorrisos dependem de alguém para aflorar,
você corre um sério risco de se decepcionar.

Tumblr_mb7q0a9zcp1qmbg8bo1_500_large

18 outubro, 2012

Quem nunca?

O que sinto...

É meio encanto, meio fascínio
Meio tradução, meio domínio
Meio tímido, meio apaixonado
Meio desconcertante, meio errado
Meio recíproco, meio intocável
Meio sonolento, meio adorável
Meio bobo, meio formoso
Meio feliz, meio gostoso
Meio fuga, meio ilusão
Meio declaração, meio proteção
Meio inspiração

E vem totalmente do coração.



29 setembro, 2012

Perguntaram: Já mentiu para se proteger?


Sim.
 Para mim, essa é a forma de proteção mais trágica! É uma loucura indesejável que pesa na consciência! Não que seja o caso de eu preferir pedir perdão a esconder algumas verdades..
 
7930345170_59dde91b5b_z_large
A verdade é que a gente mente todo dia
 É aquilo que dizem: um doce inferno sempre será melhor que um falso paraíso.
Não queira nada que não seja real.

19 setembro, 2012

Perguntaram: Mudar o outro funciona??

Já ouvi pessoas apelarem para “se você me ama mesmo, você muda”. Esse é um triste argumento que acho, sinceramente, muito covarde.
Amor é outra coisa. Amor não é mudar pela pessoa que está com você (me julguem, vão em frente!). O amor está mais ligado a aceitar os defeitos dele(a) e crescer com isso. Provavelmente, se você está tão preocupado(a) com o outro mudar por amor, é você que tem algo a aprender.

Será mesmo que, para dividir melhor nossa vida com outra pessoa, precisamos rejeitar tudo o que acreditamos ser errado nela? Hein?
UM PARENTESES: (Vejam que aqui me resumo as diferenças de comportamento, CRENÇAS E VALORES não podem estar aqui inclusos por motivos óbvios e complexos. Quando lidamos com o fator HUMANO e suas EMOÇÕES, a coisa muda...)
Se quisermos uma pessoa igual a nós mesmos, que tenha os mesmos hábitos e qualidades, como poderemos crescer com as diferenças?
Pois é, não dá.

Tente ver além do óbvio. Se sua bronca está na desorganização dele(a), questione com inteligência: por que ele(a) é tão desorganizado? Será falta de tempo? Ou será porque sua forma de trabalho funciona melhor assim?

12 setembro, 2012

O amor é isso mesmo…

um quebra-cabeça que se monta no escuro

Tumblr_lx1jdbgqfs1r2d7ejo1_500_large
Amarelinha que se pula sem chão
Tumblr_m54mzdacwh1qil58ro1_500_large
Uma fortaleza que se constrói sem muros
Copo de veneno em formato de coração.

28 agosto, 2012

Por que os casais felizes engordam?

Eu estava conversando com uma amiga récem casada que veio reclamar da vida pra mim dizendo que casar engorda.

Conversando, desenvolvemos algumas teorias:
1º. programas de casais não são light.
Se quando solteiros, os dois costumavam sair pra bebericar, jogar uma sinuca e até dançar, agora uma boa noitada inclui sair prum belo jantar (romântico ou não), ou pedir uma pizza, refestelar o digníssimo com todos os quitutes que você aprendeu a fazer só pra provar que é uma mulher boa de fogão.

25 agosto, 2012

Recordar não é viver.



Mas eu lembro....
Ele cantou no meu ouvido ♫sorry, baby, I’m always so sad♪ e eu puxei ele para dançar.
 

Ele vivia me perguntando ♪porque tudo é tão triste?♫ e errado e eu tentava pintar um sorriso na boca dele com a minha e dizer que eu ERA o certo que ele havia encontrado.
 

Aposto que até hoje os cabelos dele tem o mesmo cheiro de casa e banho tomado... e os olhos cansados... que tiravam do fundo do meu estômago cheio borboletas a maior das vontades de ficar para sempre ali.
 

 Eu esquentava a mão dele entre as minhas e cantava ♪♫put a smile on this face, baby baby♪♫ e ele ria para mim porque meu inglês era bem  errado.. rsrs
 

Tudo mudou... Mas ainda assim me vale a vida essa memória. Me roubando um sorriso, como se fosse um segredo que ele só contou para mim.


02 agosto, 2012

Dos momentos de Poeticências

Confesso que tinha esquecido 
como é ficar sozinha.
Sem ninguém para conversar 
nem na mesa da cozinha...
 RIMOU
------------------------
Odeio dar satisfações. 
E parece 
que quanto mais 
insuportável 
a pessoa é, 
mais ela se vê no direito 
de me cobrar alguma coisa...
NÃO RIMOU

15 julho, 2012

Das Coisas Inexplicáveis


Eu acredito em coisas inexplicáveis.

Desses tipos de coisas que nos parecem mágicas só porque somos ignorantes, sabe??

A vida se dá numa região turva e escorregadia; em torno de uma vida sempre acontecem as coisas mais estranhas!

 Como, por exemplo, as coincidências....

01 julho, 2012

E o mundo fica quieto e surdo e tão vazio



Com exceção da Paola Bracho...

Eu percebi que nós, os seres humanos - racionais, conscientes, civilizados, pensantes - passamos uma boa parte de nossas vidas buscando nosso particular ponto de equilíbrio com o poder. Não queremos ser escravos e de modo geral também não queremos ser tiranos.





22 junho, 2012

Nerds - Estou cercada por eles



Eu tenho amigos NERDS.
Nem todos eles são gordos, nem todos usam óculos, nem todos são formados em Física ou Ciência da Computação. No entanto, essa descrição era o nerd dos anos 80.
Eles até aparentam ser descolados, alguns andam de All Star e outros usam camisa xadrez, tem alguns que curtem designer gráfico e tem até aquele que gosta de ouvir Mika. OK, esse último, por influência minha, mas por dentro, é tudo nerdice!
Eles gostam de quadrinhos, de videogame, de música, de histórias de guerra, teorias da conspiração e sabem quem inventou a TV.
Convivendo com eles, descobri que o mundo está infestado de homens assim e que hoje em dia esses super interessados são denominados nerds. Os aveadados modernosos chamam a si geeks. E aposto um chocolatezinho de guarda-chuva como você deve ter um desses por perto. Aquele namorado que te faz ouvir podcasts sobre A Teoria da Evolução, ou se sente desprezado quando você se recusa a compartilhar com ele algumas horas vendo séries de guerra, e acha uma lástima que você não saiba que o Homem Aranha tinha outra namorada antes da Mary Jane, ou um Apple lover que vive tentando te convencer a ter um Macbook.

Eu visto essa camisa :D


17 junho, 2012

Cuida do teu P U L MÃ O



O amor não tem nada a ver com o coração - esse órgão repugnante, espécie de bomba d’água lotada de sangue. 
O amor aperta primeiro os pulmões. 
Não se deveria dizer “estou com o coração partido” e sim “estou com os pulmões sufocados”. 
O pulmão é o órgão mais romântico: todos os amantes pegam uma espécie tuberculose; não é por acaso que foi desta doença que Tchekhov, Kafka, D.H. Lawrence, Frédéric Chopin, George Orwell, Santa Tereza de Lisieux e tantos outros morreram...

Tumblr_lvhji48clf1qhn88ao1_500_large

09 junho, 2012

A barata invejosa e a centopeia

Quando me perguntam como eu faço para conseguir escrever 'tão bem', sempre me lembro dessa fábula que a historiadora Carmen Iglesias contou em seu interessante discurso de pose na Academia da Língua.

http://1.bp.blogspot.com/_A6Ak5rqEUdo/TM3pg9UqnGI/AAAAAAAABZU/-mFNR9LFsE8/s400/barata1.jpgUma barata má e invejosa, irritada porque a centopeia tinha muito mais patas do que ela, disse um dia com tom de adulação: 

"Que graça maravilhosa você possui ao caminhar, que coordenação incrível, não sei como consegue se locomover tão sinuosa e facilmente com todas essas patas, poderia me explicar como faz?" 

03 junho, 2012

A pessoa adormecida que sonha que está sonhando

     Porque a paixão é o maior invento de nossas existências inventadas, a sombra de uma sombra.
    É a minha opinião.
  
    Depois, os seres humanos com essa capacidade de complicar as coisas, transformam sobrevivência em paixão. E a paixão geralmente não pare filhos, pare monstros imaginários. Ou, o que é a mesma coisa, imaginações monstruosas.

    Sei que ninguém tá entendendo o que eu quero dizer hoje, por isso irei explicar:
Eu dou uma extrema importância à palavra; considero que a palavra é o meu forte, minha arma secreta: assim como as outras seduzem balançando os cabelos louros ou as pernas compridas, eu sempre me saio melhor contando coisas. Para que um homem me atraia de verdade, eu preciso achar que estamos nos comunicando.


16 maio, 2012

Sou careta.




 Gosto de andar de mãos dadas, de abraços demorados, e de escrever cartas de amor. 
Acho gostoso dormir de conchinha, assistir filmes românticos e aparecer na janela para olhar a lua. 
Já contei estrelas no céu e já fiz pedidos para algumas delas. 
Parece bobagem e caretice né? 

27 abril, 2012

Uma noite e um miojo


           "Amar apaixonadamente sem ser correspondido é que nem estar num barco e enjoar: você acha que vai morrer mas nos outros só provoca risadas", eu li certa vez... é do escritor Alejandro Gándara que, diga-se de passagem, teve uma lucidez esmagadora ao escrever isso. É mesmo: sofrimentos amorosos costumam provocar nos espectadores um sorrisinho meio gozador, meio piedoso. E, apesar desse comportamento dos outros, a dor de um sentimento desprezado é tão aguda! É um desespero que deixa alguns doentes, uma desolação que deixa outros vazios. 
           Parece curioso que os seus amigos não levem muito a sério um sofrimento que para você é tão profundo; e ainda mais curioso que você também não se comova demais quando quem sofre são seus amigos. Porque será que, quando não estamos mergulhados no martírio do desamor, damos tão pouca importância a essa desgraça? Será que no fundo da nossa consciência sabemos que a paixão  amorosa é um invento, um produto de nossa imaginação, uma fantasia? E que, por isso, essa dor que nos queima por dentro é de alguma maneira irreal? 

15 abril, 2012

Diário: Como esqueci você e continuei vivendo.

Resolvi publicar umas coisas que eu registrei no meu diário depois do fim de um namoro. Aquela coisa do perdoar e esquecer, seguir em frente... tudo isso. Vou revelar coisas que eu pensei e senti. Quem sabe ajude a alguém a não se sentir sozinho, ou alguém a entender o que tá sentindo. 
Sempre tem alguém passando por alguma coisa assim, porque mesmo sabendo que chegou o fim, ainda temos o descaramento de achar que o amor sozinho dá conta de tudo:
das nossas expectativas,
do ‘pra sempre’ e
do ‘eu te amo’. 

03 abril, 2012

“Amor não resiste a tudo, não. Amor é jardim.”

E mesmo sabendo disso, ainda temos o descaramento de achar que o amor sozinho dá conta de tudo: 
das nossas expectativas, 
do ‘pra sempre’ e 
do ‘eu te amo’. 
Não podemos deixar que o imediatismo tome conta da vida da gente!

23 março, 2012

Vida a dois não é novela

Ontem eu fui ao Shopping e jantei com um amigo e batendo papo legal lá e tal a gente falou sobre como a dramaturgia das novelas de hoje está caindo aos pedaços e do quanto as pessoas se deixam manipular, ou melhor, como as pessoas fazem dos modelos da mídia uma pretensão e um objetivo na vida. Foi isso e mais. E conversando com uma colega hoje sobre fim de relacionamentos, tudo isso me rendeu uma boa reflexão pra um texto.

Quando nós, homens e mulheres, estamos sós e nos lançamos em direção à difícil jornada pela busca de nossa metade para compartilharmos uma vida, temos a tendência de criar um perfil que condiz com nossos melhores desejos, crentes de que com base neles a felicidade será garantida e plena. Porém, esses desejos tão comuns, tendem a criar uma legião de decepcionados.

18 março, 2012

Eu ouvi.

E digo em resposta o que meus próprios sentimentos me permitem dizer - ou o que os deles podem suportar. 


Eu estou deixando tudo aquilo para trás. Tudo, menos a memória de que tais coisas aconteceram.

11 março, 2012

Ela o compreendeu...

Ele não podia perdoá-la, mas não podia ser insensível. 
Embora a condenasse pelo passado e a julgasse com profunda e injusta mágoa, sem nenhum interesse por ela e, ainda que começasse a gostar de outra, ele não conseguia vê-la sofrer sem desejar reconfortá-la. 
Era o que restava de um velho sentimento; era um impulso de puro, embora não reconhecido, bem querer; era uma prova de seu coração ardente e terno, que ela não podia contemplar sem sentimentos em que se misturavam tanta dor e tanto prazer que não sabia qual deles predominava.

Tumblr_lyfl2ef8y51qlfga2o1_400_large

07 março, 2012

Precioso como um hábito

Me cobraram um texto!
Leitores  daqui... nem tinha reparado que fazia tanto tempo desde a última vez que escrevi... Já esperava ter passado da idade de corar as faces; mas certamente não superei a idade de me comover... Que emoção! Então eu táva com essa ideia e vou ver se consigo desenvolver aqui:


Eu sempre espero que tenham ido para serem felizes, por mais estranha que seja essa felicidade, já que dependeu da minha solidão.

18 fevereiro, 2012

Hoje que eu vi um estranho morrer.


Hoje eu vi um estranho morrer. Falarei sobre a morte.

Falar sobre a morte é uma tarefa difícil tendo em vista que é a análise de uma realidade, até certo ponto, irreversível no mundo dos vivos. A morte sempre chega de surpresa, achem o que acharem dos casos de doença. A MORTE SEMPRE CHEGA DE SURPRESA.

No universo racional dos homens, pode-se afirmar que a única certeza da vida é a morte.
Para falar de verdade sobre o tema da morte, precisamos conhecer o responsável pelo pensamento que passou a acompanhar a morte a partir do século XX, trata-se de Edgar Morin, o criador da teoria da Complexidade.

12 fevereiro, 2012

Ontem me perguntaram sobre você

 Acho que eles esperavam uma reação triste ou alguma resposta cheia de detalhes e lembranças que me levariam à um mar de lágrimas. Me surpreendi comigo mesma. Me limitei a dizer somente que te conhecia, apesar de muitos momentos terem passado pela minha memória. E também fiz questão de dizer que  “conhecia”, assim, no passado, porque é desse jeito que deve ser. 

06 fevereiro, 2012

Não se preocupe...

Não se preocupe, ele vai sentir sua falta.
Ele errou e você não fez absolutamentenada de errado. Ele falhou.
Ele não é inteligente o suficiente. Se ele fosse esperto, ele teria percebido que estava dizendo adeus. Mas não o fez. E agora ele se foi. Não vá chamá-lo dizendo que sente a falta dele. Nem ligar apenas para ouvir sua voz e desligar. Não faça.

29 janeiro, 2012

26 janeiro, 2012

Trecho do meu diário em Janeiro/2012


Despreocupado com minha felicidade, pensando apenas em divertir-se, permitindo-se sentimentos que sempre tivera o hábito de cultivar, esforçou-se de todas as maneiras por tornar-se agradável a mim, sem nenhum plano de retribuir meu afeto.
Porque naquela época ele não sabia o que era amar.
Para evitar uma relativa solidão, que meu amor e companhia teria livrado de todos os seus horrores, ele, ao tornar-se amante de outra, perdeu tudo o que poderia transformar essa riqueza em bênção.
E sua indiferença não é desculpa para a cruel negligência com que me tratou.
Tumblr_lb99zuw8dy1qaze7ro1_500_large_largeSei que ao registrar essas coisas, fica claro que estou mostrando que temos algo mais em comum:
Onde mais ferimos, menos podemos perdoar.

22 janeiro, 2012

Coração impostor.

Às vezes é preciso diminuir a barulheira, parar de fazer perguntas, parar de imaginar respostas, aquietar um pouco a vida para simplesmente deixar o coração nos contar o que sabe. E ele conta. Com a calma e a clareza que tem.



08 janeiro, 2012

Etapas para encarar o fim.



1- Saber a Hora de Parar

Tumblr_lrwnrdr27n1qea4qgo1_500_largeSou a favor de pessoas sensíveis que pensam com o coração mas não podemos ser burros. Pense nos fatos, coloque tudo numa balança. Você faz tudo pelo cara e ele não faz nada por você? Não sacrifica nenhuma vontade, não mexe nenhum palito para te ver, nunca te da oi no msn e só espera que você ligue o convidando para sair e ele diga sim? Ou, pior…Te diz vários nãos, mas você o vence pela insistência? Ok, verifique os sinais com a cabeça (não com o coração) e saiba a hora de parar. Não se humilhe, nem chegue perto disso. Todo mundo tem que ter o mínimo de dignidade, e saber quando deve dar um basta na situação. Se um cara te deu um bolo, depois que o relacionamento se tornou físico, é porque ele não te leva a sério. Aceite isso e trate ele da mesma maneira, se não, pare. Ninguém nunca dará valor a pessoas fracas, que ficam correndo desesperadamente atrás de alguém (experiência própria aqui meo bein!).

02 janeiro, 2012

Nada


Eles dizem que eu estou melhor agora do que eu jamais estive com ele.
Enquanto eles me levam para o cinema e para locadora, eu sorrio mas estou morrendo tentando não arrastar meus pés, nem vomitar...