Busque aqui

06 outubro, 2010

Em resposta a Números, loucuras e caneta bic: Sorvete e estatística

Eu li o post da Poly [coloquei o link aí: http://t.co/l76W4kt].
Fiquei com meia inveja de ela ter alguém pra dividir a cama e alguém pra reclamar da frieza dela... Mas jah passou. Não, não passou.



Sinto falta de alguém para dizer que eu não sei dizer que sinto falta de alguém.
Queria andar com alguém pelo caminho, mas como? Se sempre estou sozinha...
e é impossível dizer o que é amor quando não se sabe amar...

Daí eu me peguei pensando no Puritta, até troquei mensagens com ele no celular, mas típicamente, e para me recordar do porque a gente não tá junto, as coisas ficaram complicadas demais e se tornou difícil a gente conseguir decidir um horário e local pra nos encontrarmos.
Eu que insisti. Ele que parou de responder.

Amar alguém que não me entende, Amar alguém já é surpreendente!!
Estar com alguém é ter sempre chuva caindo lá fora, ou você morre de raiva por querer sair e a chuva atrapalhar, ou você acha perfeito passar o dia com chuva, pipoca e sofá.
Meus dias são todos iguais.

Me parece que é pecado sentir um amor que não deveria existir...
Posso dizer que sem amor não tenho vida. E um sorriso sempre vem abrir essa ferida.

De mãos dadas com alguém 'no paraíso' como diria Luiza para seu Basílio...
posso até pensar: 'é tudo o que preciso'...

Se eu acordasse poderia até sorrir... Podem ouvir uma lágrima cair??

3 comentários:

  1. Ta bom, vou dizer: Não gostei de ler isso. Não mesmo.
    O que vc está pensando, pra ficar assim? Sem essa garota, anime-se.
    Afinal, nada melhor que um bom banho de chuva.
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Por um momento eu quis dizer que eu não tenho com quem dividir a cama... mas a gente literalmente divide a cama, alguns dias a cama é dele, alguns dias a cama é minha. A gente já esta dividindo bastantes coisas. E isso me deixa feliz. Mandei uma mensagem dizendo que gostava muito dele e ele me disse: "é nois!". Que lindo, me derreto toda por ele, pena que a reciproca não é verdadeira.
    As pessoas, alias a pessoa que reclama da minha frieza vive bem longe de mim. Talvez eu não queria que ela viva perto pois pode parar de reclamar da minha frieza e deixar de ser tudo tão legal como é hoje.
    Amo as pessoas que estão longe e não vão chegar muito perto, a aproximidade afasta. Prefiro ter as pessoas que estão longe por perto do que as pessoas que estão por perto longe.
    Ame a vida!

    ResponderExcluir